Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Pr. Sérgio Fernandes (instagram @pastorserginho)
Palavra Que Transforma

O Deus revelado em Jonas

  |  Pr. Sérgio Fernandes (instagram @pastorserginho)

Jonas 4:2 - E orou ao SENHOR, e disse: Ah! SENHOR! Não foi esta minha palavra, estando ainda na minha terra? Por isso é que me preveni, fugindo para Társis, pois sabia que és Deus compassivo e misericordioso, longânimo e grande em benignidade, e que te arrependes do mal.

Um evangelho que não transforma não é o de Cristo ==> www.cutt.ly/CQanr6n

Irado pela conversão dos ninivitas, Jonas ora ao Senhor. É incrivel como uma pessoa repleta de ódio pode orar. E mais incrível ainda é verificar que mesmo assim Deus decide responder ao profeta (Jn 4.2-4). Em sua oração, Jonas ressalta os atributos que se associam a misericórdia de Nosso Criador.

Como cristãos bíblicos, precisamos compreender todo o conselho de Deus e nunca nos limitamos a uma compreensão reduzida a respeito de Nosso Senhor. Como pentecostais reformados, ressaltamos o atributo da santidade de Deus e a sua justa ira contra o pecado e o pecador obstinado, mas nunca podemos perder de vista que este mesmo Deus é misericordioso e compassivo. Nas palavras de Jonas, Ele É:

Bondoso;

Compassivo;

Tardio em irar-se;

Grande em misericórdia;

Se arrepende do mal;

Em toda a Bíblia, há um testemunho constante do amor de Deus e de sua ira, de sua justça e de sua misericórdia. A complexidade desse tema ressalta o quão diferente o Senhor é de nós e de como devemos temê-lo e honrá-lo como Ele É, na grandiosidade do seu ser.
Pr. Olavo Feijó
Gotas Bíblicas

Serviremos a Deus

  |  Pr. Olavo Feijó

Josué 24:15 - ¶ Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.

A Bíblia nos revela a qualidade superior da obra divina: "Deus viu que tudo o que havia feito era muito bom" (Gênesis 1:31). Dentre as coisas boas que fez, certamente uma das melhores foi o ser humano, que Ele decidiu criar "à Sua imagem e semelhança" (Gênesis 1:26). 'Semelhante' significa 'parecido' e, não, 'idêntico'. Em outras palavras, pelo fato de ser criado por Deus, o indivíduo humano não tem onisciência, onipresença, ou onipotência.

A Bíblia não entra em detalhes sobre as circunstâncias todas que levaram o ser humano a pretender ser igual ao seu Criador. O que as Escrituras nos dizem é que o Senhor proibiu o comer da "árvore que dá o conhecimento do bem e do mal" - pois "no dia em que você a comer, certamente morrerá" (Gênesis 2:17).

Nossa responsabilidade, pelo fato de recebermos o dom do conhecimento é decidir em favor do 'bem', isto é, decidir em favor do Criador de todas as coisas, como fez Josué: "Decidam hoje a quem vão servir... Eu e a minha família serviremos a Deus, o Senhor" (Josué 24:15).