Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #

Não atribua suas ideias a Deus

  |  Pr. Olavo Feijó

Provérbios 30:6 - Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso.

Antes de atribuir a Deus aquilo em que acreditamos, é essencial buscar sua autenticidade na Bíblia, que é a Palavra de Deus. “Nunca declare que Deus disse alguma coisa que, de fato, Ele não disse... (Provérbios 30:6).

O fato de termos ouvido uma declaração atribuída a Deus, durante uma celebração religiosa, em nada garante que o Senhor a afirmou. Apressar-se em citar o Senhor, usando termos nunca encontrado na Sua Revelação Escrita que é a Bíblia, nos coloca em uma posição digna de castigo: “Se você fizer isso, Ele o corrigirá e mostrará que você é mentiroso”.

O apóstolo Paulo, na sua segunda viagem missionária, chegou à Bereia, pregando a Cristo na sinagoga da cidade. Mesmo tendo sido simpáticos àquela nova pregação, antes de aceitá-la resolveram compará-la com as Escrituras Sagradas. Diz Lucas que os bereanos demonstraram muito mais bom senso quanto constataram o embasamento bíblico da pregação de Paulo. Os bereanos devem ser exemplo para nós: aquilo que não tenha base bíblica não merece ser aceito ou obedecido. O mesmo Paulo nos declara que “Cristo é tudo em todos” (Colossenses 3:11). Nossa base espiritual e doutrinária é o Cristo, revelado na Sua Palavra que é a Bíblia.

Evidências de uma genuína conversão

  |  Pastor Sérgio Fernandes

1 Tessalonicenses 1:2 - ¶ Sempre damos graças a Deus por vós todos, fazendo menção de vós em nossas orações,

Conforme aprendemos na introdução desse estudo, Paulo sentiu-se deveras preocupado com o estado espiritual dos tessalonicenses. Sua retirada as pressas da cidade poderia tornar frágil aquela nova comunidade, mas o temor do apóstolo mostrou-se infundado quando Timóteo trouxe notícias da igreja. O que o jovem discípulo observou naqueles irmãos encheu o coração de Paulo de gratidão, pois foi possível identificar que neles havia sinais genuínos de uma legítima conversão.

A conversão é uma obra de Deus, do começo ao fim. Por sua soberana vontade e insondável misericórdia, Ele prometeu dar-no um coração novo e um espírito novo. Isso foi profetizado na antiga aliança (Ez 36.25-27) e veio a se manifestar quando Cristo morreu e ressuscitou. Por essa ação graciosa, Deus tem dado vida nova aos seus fiéis, chamando-os para viverem para Ele. A conversão causa efeitos interiores e exteriores na vida dos que são alcançados por ela, transformando-os por completo. Você consegue identificar na sua vida sinais de uma genuína conversão?

Assista essa mensagem: http://bit.ly/2aixsQg