Estudos bíblicos diáriosDevocionais
BUSCA POR DEVOCIONAIS
PALAVRA-CHAVE
AUTOR
TÍTULO
BASE BÍBLICA
DATA DE PUBLICAÇÃO
Entre
e
POR ORDEM ALFABÉTICA
A B C D E F G H I J K L M N
O P Q R S T U V W X Y Z #

Devocionais

Pastor Sérgio Fernandes
 Palavra Que Transforma

A Glória Restaurada - Introdução

  |  Pastor Sérgio Fernandes

Ageu 2:7 - E farei tremer todas as nações, e virão coisas preciosas de todas as nações, e encherei esta casa de glória, diz o SENHOR dos Exércitos.

Podemos enxergar o futuro sem medo porque o Senhor tem sido gracioso conosco! Deus ama a Igreja Eleita! Ainda que sejamos tão propensos a fracassar, Ele tem nos prometido perdão e restauração, pela redenção que encontramos no sangue de Seu Filho. Ele disse na Sua Palavra: "Filhinhos, não pequeis" (1 Jo 2.1), e concluiu, "mas, se alguém pecar, temos advogado junto ao Pai, Jesus Cristo". Deus não que que um filho seu erre! Mas se falharmos, Ele nos promete perdão e salvação!

O passado que hoje lhe aprisiona já foi vencido na cruz por Nosso Senhor Jesus Cristo! Receba sua oferta graciosa de amor e salvação, saia dessa prisão e viva pela fé no Salvador! Israel precisava entender que o passado e sua glória haviam ficado para trás, assim como seu pecado e rebeldia. Deus estava os chamando para algo novo, com conquistas novas e experiências novas que os preparariam para a chegada do Messias. Assim é conosco! Estamos olhando para o alvo, para o prêmio da soberana vocação em Cristo Jesus! O que passou, passou e o que Deus tem para nós é ainda mais radiante, pois estamos sendo transformados de glória em glória, preparando o nosso coração para o retorno triunfal de Jesus Cristo!

-----------------------------------------------------------------

Assista as pregações da série de devocionais "A Glória Restaurada"

http://bit.ly/1KP04c0


Pr. Olavo Feijó
 Gotas Bíblicas

Meu Pecado Não Tem Cura...

  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 8:3 - E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra.

Após a pregação do Sermão do Monte, já caminhando no vale, algo absurdo aconteceu. Um leproso, que era obrigado por Lei a não se aproximar das pessoas sadias, vai ao encontro de Jesus. Ao invés de condená-lo pela transgressão, “Jesus estendeu a mão, tocou nele e disse –Quero. Seja purificado. Imediatamente, foi purificado da lepra” (Mateus 8:3).

O episódio narra duas transgressões: a do leproso, que saiu de sua reclusão, e a de Jesus, que ousou tocar na pele de um “impuro”. A narrativa de Mateus descreve o comportamento coerente de um Mestre com a missão explícita de curar enfermos e restaurar pecadores. Mais do que isto, a narrativa de Mateus proclama que o Cristo Jesus jamais estabeleceu limites para a sua misericórdia e para o seu poder. “Quem vier a Mim Eu jamais rejeitarei”, declarou Jesus (João 6:37).

Por que, então, há cristãos que vivem perseguidos pelo sentimento de culpa? Por que tipo de lógica poderá alguém concluir que “Deus me perdoou, mas eu não me perdoo”? Por qual razão bíblica alguém acha que tem o poder de estabelecer limites à graça libertadora do Cristo? Bíblia aceita pela metade é Bíblia rejeitada por inteiro. Não somente aquele que crê em Jesus recebe cura – a cura que ele recebe tem a marca todo-poderosa de Cristo Jesus. É essencial, em nossas fragilidades, por em prática a receita de João: “Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamos-nos a nós mesmos e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça” (I João 1:8-9). Meu pecado tem cura...