Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #

A sua ajuda virá do céu!  

  |  Pastor Sérgio Fernandes

Salmos 57:3 - Ele enviará desde os céus, e me salvará do desprezo daquele que procurava devorar-me. (Selá.) Deus enviará a sua misericórdia e a sua verdade.

Queridos, quero compartilhar uma dádiva com vocês. No próximo sábado, com a graça de Deus, vou assumir minha primeira congregação, aos vinte sete anos de idade (e faltando 166, contando de hoje, para meu casamento). Esta benção é fruto da fidelidade do Senhor, e reconheço unicamente a graça de Deus para a aquisição dessa grande vitória.

Ali, precisamos de muitos recursos, pois estamos nos instalando numa das regiões mais carentes de Campinas. Nossa Igreja nos ajudou com muitas coisas, mas ainda faltavam algumas para serem resolvidas. E, como num estalo, Deus usou uma irmã brasileira, que mora nos Estados Unidos, para nos ajudar financeiramente (sem nem mesmo me conhecer, apenas pelo contato com os devocionais). Com a oferta enviada, a princípio iríamos comprar as cadeiras para a nova igreja, mas, a pedido do ministério, que se comprometeu em nos ajudar com elas, pudemos montar o tablado do altar e pagar metade no púlpito. Essa ajuda foi “norte americana”, mas, de fato, veio do céu!

E é do céu que recebemos as coisas boas da vida! Tiago já ensinava que todo dom perfeito vem do alto (Tg 1.17). E é do alto que Jesus quer lhe enviar salvação! Quando você falha, Ele te envia a misericórdia. Quando você precisa seguir em frente, Ele te envia a Sua verdade.

Papai do céu tem muitas dádivas do alto pra você? Quer recebê-las? Busque-o de todo o coração, pois “(...) Ele se torna recompensador daqueles que o buscam” (Hb 11.6).

Deus te abençoe!

“Todas as coisas”, no poder divino

  |  Pr. Olavo Feijó

Romanos 8:28 - E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Depende do nosso objetivo. Se queremos complicar o óbvio, a afirmação do apóstolo não pode ter base na realidade. Se, entretanto, pretendemos ler aquilo que está escrito, o caminho é aceitar a revelação paulina: “Pois sabemos que todas as coisas trabalham juntas para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles a quem Ele chamou, de acordo com Seu plano” (Romanos 8:28).

O rótulo “teológico” que decidirmos apor ao texto da Carta aos Romanos terá, unicamente, a capacidade de acrescentar raciocínios humanos à afirmação simples do texto bíblico. Por que alguns teimam em descobrir complexidades na simplicidade escrita? Se Deus é, como dizem os teólogos sistemáticos, um Ser Onipotente, por que “todas as coisas” deveriam significar um desafio impossível, dentro do eterno plano de Deus?

O texto bíblico, quando nos foi escrito, quis declarar o projeto divino de garantir, aos seres humanos que O amam, a vivência do infinito poder do Seu amor. Como é que Ele faz isto não é da nossa conta. Aceitar a promessa de Romanos 8 é, simplesmente, aceitar em si mesmo o poder blindador da Sua natureza que, segundo João, é AMOR (I João 4:8). O fato de que nem sempre percebemos o poder amoroso de Deus na experiência complicada dos nossos problemas no mundo, apenas dificulta nossa fé. Mas nunca a invalida.