Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #

Do que você tem se alimentado?

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 18/6/2019)

Com o advento de Cristo, o pão do céu voltou a ser oferecido aos fiéis. Os crentes infiéis de Pérgamo comiam dos alimentos sacrificados a ídolos. Os fiéis, comiam pão do céu, isto é, o próprio Cristo.

Cristo zela por seu povo

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 17/6/2019)

Precisamos nos desvencilhar de nossa uma imagem de um Cristo que não discipline, corrige e até lute contra o pecador não arrependido. O amor incondicional dEle não significa fazer vista grossa a nossa indisciplina.

Arrependimento, o remédio que nos cura

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 14/6/2019)

O convite que Jesus fez aos irmãos faltosos de Pérgamo era o arrependimento (Ap 2.16). A ‘metanoia’, que significa mudar de pensamento e caráter, era o único remédio que poderia curá-los de seus males e de sua infidelidade espiritual.

Sem santificação ninguém verá ao Senhor

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 13/6/2019)

A igreja de Pérgamo sofria de dois problemas: havia aqueles que seguiam a doutrina de Balaão e aqueles que seguiam a doutrina dos nicolaítas.

Valores afrouxados

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 12/6/2019)

A força da pressão social provavelmente afrouxou os valores morais da igreja, a ponto dela passar a tolerar algumas coisas que Cristo não tolerava.

Reter o nome de Cristo e não negar a fé

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 11/6/2019)

A igreja que estava em Pérgamo foi elogiada pelo Senhor Jesus em dois aspectos: ela reteve o nome de Cristo e não negou a fé (Ap 2.13).

Carta à Pérgamo

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 10/6/2019)

Ser cristão em Pérgamo era posicionar-se contrário a cultura local, renunciado a sua religiosidade e mantendo firme e viva a verdade do evangelho da graça de Jesus Cristo.

Aceitar viver e morrer por Cristo

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 7/6/2019)

Querido(a), a fé que temos é maior que a morte! Nada será grande ou forte ou bastante para nos afastar do amor de Deus que temos por Cristo Jesus, nosso Senhor!

Você é rico!

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 6/6/2019)

A verdadeira riqueza não consiste na quantidade de bens que possuímos, mas em quem possuímos. Esmirna não tinha posses, mas tinha Cristo.

Cristo conhece as suas aflições

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 5/6/2019)

Um dos maiores erros cometidos pela igreja hodierna é prometer que o evangelho solucionará todos os problemas da pessoa. Na verdade, o que vemos na Escritura é que o evangelho atrai problemas que antes nós não tínhamos.

Carta a Esmirna

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 4/6/2019)

O povo de Deus em união com Cristo floresce mesmo em meio as piores situações.

Cristo te alimentará

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 3/6/2019)

O triunfo de Deus em nós é a restauração da comunhão e o prêmio dessa vitória é alimentar os fiéis com a vida eterna!

Como voltar ao primeiro amor?

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 31/5/2019)

O amor a Deus é o único estímulo capaz de conter a nossa pecaminosidade. Assim, se perdermos esse amor, perderemos o freio que impede o pecado de se apropriar de nosso coração.

Como está o seu amor pelo evangelho?

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 30/5/2019)

Somente crescerá no evangelho aquele que mergulhar no amor da verdade, que adora a Deus, compromete-se com Sua Palavra e vive segundo essa revelação. Mais amor Senhor!

Tenha paciência

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 29/5/2019)

O Reino de Deus é estabelecido aos poucos, pela presença contagiante do Espírito. Não viveremos o melhor de Deus se não entendermos que o tempo dEle é diferente do nosso.