Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #

As Sete Igrejas da Ásia

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 27/5/2019)

As palavras de Cristo dirigidas a esses rebanhos servem de bússola para nortear o tipo de cristianismo que estamos vivendo e o tipo de igreja que queremos ser. Que tipo de cristianismo você deseja viver?

Jesus, Salvador e Senhor

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 24/5/2019)

Jesus só é Salvador daqueles que reconhecem seu senhorio e procuram obedecê-lo.

Receba o Deus Salvador!

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 23/5/2019)

O evangelho fala de salvação. E se existe salvação, há também um Salvador. Enquanto Paulo escreve esta carta, Ele se refere a Jesus Cristo como aquele que nasceu da descendência de Davi e que foi declarado Filho de Deus.

Você ama como Cristo amou?

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 22/5/2019)

Suportar em amor, por essa perspectiva, torna-se uma experiência positiva porque ela me fará olhar não para fraqueza do outro, mas para a minha capacidade de amar.

Renovando o amor de Deus no coração

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 21/5/2019)

A única forma de não deixar que problemas paralisem a Igreja seria com uma renovação constante do amor de Deus no coração dos crentes.

Suportar em amor

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 20/5/2019)

Suportar, no texto, é a prática da longanimidade no dia a dia. É a força que emprego para tolerar a fraqueza do meu irmão, uma atitude que deve ser contínua e incondicional (1 Pe 4.8).

Igreja, lugar de todo tipo de gente

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 17/5/2019)

A diversidade de estilos, ânimos e culturas presentes na igreja sempre resultará em problemas de relacionamento. Não existe um ajuntamento de pessoas sem que exista alguma forma de ressentimento ou dissensão que não precise de tratamento.

Um longo ânimo

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 16/5/2019)

A longanimidade no sentido bíblico se refere a qualidade do auto-domínio em face da provação. É uma paciência que não se rende as circunstâncias.

Vá com calma, Cristo completará o que começou

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 15/5/2019)

Quando não respeitamos a luz do outro, julgamos as suas atitudes sem levar em conta o que ele já recebeu de Deus. E, se formos humildes, entenderemos que mesmo o crente mais maduro ainda é infantil em alguns aspectos de sua vocação.

Mansidão se constrói, ela não vem pronta

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 14/5/2019)

A mansidão bíblica emana da humildade e deve ser construída dia após dia. Com oração, leitura bíblica e muita reflexão, vamos identificando áreas de nossa vida ainda não submetidas ao governo de Cristo.

Deus usa aqueles que se submetem a Ele

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 13/5/2019)

Uma vida cristã plena só pode ser concretizada por aqueles que estão submetidos ao governo de Cristo Jesus. O homem e a mulher que Deus usa são aqueles que estão sendo dirigidos por Ele em amor.

Domesticado por Cristo

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 10/5/2019)

No conceito cristão, a mansidão se refere a alguém que está sendo “amansado” pelo Senhor Jesus, e que, governado por Ele, consegue desenvolver a temperança e o domínio próprio.

Humildade, requisito de vida abundante

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 9/5/2019)

O cristão humilde ama e não exige nada de volta.

Humilde como Cristo

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 8/5/2019)

Em Cristo, a humildade foi dignificada, pois Ele foi manso e humilde de coração (Mt 11.29) e no seu gesto sacrificial, Ele nos convida a vivermos de modo simples e desprendido das coisas terrenas.

Vivendo em humildade

| Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha) (texto publicado em 7/5/2019)

Por isso, pode existir o pobre soberbo e o rico humilde. Não é a posse material, é a condição do coração diante daquele a quem haveremos de prestar contas.