Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Os Pecados da Nação  |  Pr. Olavo Feijó

Provérbios 28:2 - ¶ Pela transgressão da terra muitos são os seus príncipes, mas por homem prudente e entendido a sua continuidade será prolongada.

Existe uma verdade, na afirmação de que os governantes representam seu povo. Salomão afirma que “os pecados de uma nação fazem mudar sempre os seus governantes, mas a ordem se mantém com um líder sábio e sensato” (Provérbios 28:2).

Cidadãos corruptos fingem que estão chocados com corrupção dos legisladores e executivos. Simplesmente reagem da boca para fora. Em particular, quando em conversa com seus amigos íntimos, confessam que, “quando eu chegar lá, vai ser minha vez de ficar rico”. Isto é, de roubar o dinheiro do povo sofrido. Na realidade, a corrupção não existe em uma coisa abstrata, chamada “nação” – o que existe é cidadãos desonestos e imorais. A isso, a Bíblia chama de pecado.

É neste contexto que o Senhor Jesus nos manda ser “o sal da terra e a luz do mundo”. E é neste contexto, também, que a Escritura diz: “Feliz é a nação, cujo Deus é Jeová”. Orar por nosso País tem um preço – isto significa cuidar da nossa vida diária, vivendo-a segundo a Bíblia. Crentes que sonegam impostos contribuem para “os pecados de uma nação”. Crentes que trabalham honestamente, dedicadamente, não encorajam a corrupção dos cidadãos. O jeito de enfrentar os pecados de nossa nação é ter comunhão com Cristo e viver o espírito do Senhor no cotidiano.