Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Os joelhos da minoria  |  Pr. Olavo Feijó

1 Reis 19:18 - Também deixei ficar em Israel sete mil: todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda a boca que não o beijou.

Ficar de joelhos é um símbolo: ninguém se ajoelha diante de uma representação de derrota. O ajoelhar-se é uma postura, cujo significado tem sido passado de geração a geração, sempre evidenciando o reconhecimento e a valorização da natureza superior de alguém ou de alguma coisa.

Elias ocupou um lugar de suma importância, na história religiosa do povo de Israel. Ele foi o grande oráculo de Jeová, enfrentando os quatrocentos sacerdotes do ídolo Baal, bem como a protetora deles, a malvada rainha Jezabel. A mensagem dela a Elias foi clara: “Você matou meus profetas e, agora, eu juro pelos deuses que vou matar você amanhã, a esta hora!” (I Reis 19:1-2).

Há horas em que a maldade do mundo se apresenta como mais poderosa do que a bondade de Deus. É nestas ocasiões que descobrimos o poder superior da fé, na medida em que obedecemos as instruções divinas. E nos ajoelhamos diante de Deus, rejeitando os Baalins da vida. A Bíblia afirma que “sete mil não dobraram os joelhos a Baal” – o objetivo bíblico é para os nossos joelhos e nossos corações. Na realidade não importam quantos joelhos, mas as convicções espirituais dos que se ajoelham. Os joelhos da minoria do Mestre mudam a história do mundo.