Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Duvida da Minha Justiça?  |  Pr. Olavo Feijó

40:8 - Porventura também tornarás tu vão o meu juízo, ou tu me condenarás, para te justificares?

Os últimos capítulos do livro de Jó relatam o diálogo do Senhor com Seu Patriarca favorito. Muito do conteúdo daquela conversa íntima evidentemente, tem a ver com nossas profundas e incompreensíveis experiências com o Senhor. Exemplo disto é a Sua pergunta: “Você vai pôr em dúvida a minha justiça? Vai condenar-me, para justificar-se?” (Jó 40:8).

Em qualquer tempo e em qualquer lugar temos a chance de flagrar um mundo cheio de maldade e de injustiça. Pessoas que se pisoteiam e se entre devoram. E, o que é pior, muitas vezes dizendo que fazem tais perversidades em nome de Deus! Aliás, o argumento mais comum, no discurso do ateísmo, é o da injustiça do Senhor.

Uma das coisas que podemos aprender, meditando espiritualmente no livro de Jó, é a importância dos olhos que vêem, na experiência da percepção. Se vemos o mundo com os olhos inexperientes de seres humanos, nossa terra é um pântano miasmático de maldades e de injustiças. Se ousemos aceitar o conjunto da mensagem bíblica, tentando apreender os desígnios cósmicos do Senhor, desenrolados intimamente percebemos Sua injustiça como, também, o poderio do Seu amor. Somente assim não duvidamos da Sua justiça.