Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Nossa inveja dos malfeitores  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 37:1 - ¶ [Salmo de Davi] Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.

Os autores dos Salmos que lemos na Bíblia não eram tão diferentes de nós. Eles se alegravam, ficavam com raiva, chegaram a ficar com inveja! Um deles nos escreveu exatamente sobre isso: “Não se preocupe demais, por causa dos perversos! Não fique com inveja dos maus e pecadores. Logo eles murcharão e secarão como a erva. Em vez disso, confie no Senhor e procure fazer o bem: viva tranquilamente em seu lugar e ponha em prática a verdade” (Salmos 37:1-3).

Se formos verdadeiros, diríamos que este negócio de punição não refreia do mal os ladrões, que mantêm polpudas contas bancárias nos paraísos fiscais. Nós que nos preocupamos com o que é honesto não percebemos nenhuma bênção financeira, como prêmio da nossa honestidade. Às vezes, cansa...

A proposta do salmista coloca nosso problema em um nível mais alto de dignidade e da civilização. A Bíblia afirma que a decisão sempre será nossa: “Faça do Senhor a sua grande alegria e Ele dará a você os desejos do seu coração. deixe nas mãos do Senhor tudo o que você for fazer. Confie Nele de todo o coração e Ele fará o que for necessário”. O salmista é realista na sua fé: “Descanse no Senhor, espere pacientemente pela Sua intervenção... Porque quem confia no Senhor receberá benção sobre benção e viverá na mais perfeita paz” (Salmo 37:7). Viver a vontade do Senhor exige coragem e determinação. Ela sempre nos dará o melhor e o mais saudável, quando o tempo Dele chegar até nós. O grande problema é que nosso sofrimento acontece por causa da nossa qualidade do tempo. Não entregar a Deus a vivência do nosso tempo é, no final das contas, uma perda de tempo...