Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Pouca farinha, pouco azeite, muita fé  |  Pr. Olavo Feijó

1 Reis 17:14 - Porque assim diz o SENHOR Deus de Israel: A farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará até ao dia em que o SENHOR dê chuva sobre a terra.

O momento, no qual matéria prima vegetal ou animal chega a ser utilizada como alimento, significa o ponto de chegada, no qual produtos in natura experimentam transformações de ordem cultura, no processo de subsistência de uma comunidade, como um todo, bem como das pessoas que nela habitam.

As necessidades consequentes das exigências do processo de subsistência têm a ver com a produção natural do entorno, no que se refere à harmonia das matérias primas nativas com as exigências orgânicas dos consumidores. Aquilo que chamamos de veneno, basicamente é a denominação dos produtos de consumo que contrariam o bem estar orgânico dos consumidores.

A cidade bíblica de Sarepta foi o palco em que ocorreu a mistura de só um pouco de comida, com uma quantidade enorme de fé espiritual. A receita feliz de tal evento inesperado foi a ocorrência de uma pobre viúva, perto de morrer por falta de alimento. A triste viúva mudou de vida, após compartilhar suas migalhas de farinha e azeite com a fome do profeta Elias. O Senhor honrou a fé da pobre mulher, tornando-a o instrumento que salvou da fome tanto a ela, quanto a sua família e o ministério espiritual de um dos maiores profetas da história dos israelitas!