Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Como não temer nossos contemporâneos  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 56:11 - Em Deus tenho posto a minha confiança; não temerei o que me possa fazer o homem.

Nossa experiência atual, aqui na Terra, na realidade não é melhor (ou pior) do que a vida que tiveram nossos antepassados - eles colecionaram alegrias e tristezas, altos e baixos, confiança e desconfiança. O dito popular, afirmando que antigamente as coias eram melhores, não se sustenta, à medida que pesquisas historicamente rigorosas trazem à tona os furos e sujeiras dos nossos elogiados antepassados...

O medo dos nossos contemporâneos, que vivem em nossas cidades - grandes ou pequenas - tem a ver com o aumento da criminalidade e das injustiças sociais. Nossos medos modernos não diferem da preocupação que corroíam os antigos. Podemos repetir a mesma oração daqueles que eram crentes, nos tempos dos salmistas: "Ó Deus, salva-me pelo Teu poder! Livra-me com a Tua força. Ouve, ó Senhor, a minha oração! (Salmo 31:16 e outros).

Servos do Senhor sempre irão conviver com os que ignoram a transcendência da autoridade divina. O único escudo dos que amam a Deus é a graça amorável da misericórdia divina. Digamos, como o salmista: "Estou bem certo de que Deus está do meu lado. Não terei medo de coisa alguma, simplesmente porque confio em Deus!" (Salmo 56:10-11).