Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
"Setenta vezes sete"  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 18:22 - Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.

O problema que nós humanos enfrentamos, no que se refere à questão do perdão tem a ver, quase sempre, com nossa avaliação da intensidade da afronta que nos fez sofrer. Foi este o problema que Pedro apresentou a Jesus: "Então Pedro veio a Ele e perguntou-lhe - Senhor, quantas vezes eu devo perdoar um irmão que pecou contra mim? Sete vezes? Respondeu Jesus: "Não apenas sete vezes, mas setenta vezes sete!" (Mateus 18:21-22).

Quando eu era criança, havia uma postura que minha turma obedecia, quando brigávamos entre nós. Caso disséssemos "Foi sem querer", a questão estava resolvida. O acordo tácito do nosso grupo tinha a ver com o intuito da agressão feita. O que valia, para nós, não era a ferida que fora causada, mas nossa convicção de que amigo nunca faz mal ao amigo...

Um colega meu, certa vez, me confidenciou: "Amigo meu nunca tem defeito. Já aquele que é meu inimigo, se ele nunca expressar defeito... eu boto...". Como escreveu Isaías 53, "Ele colocou sobre si mesmo as nossas dores - Ele foi ferido por causa de nossos pecados, de modo que nós, seus filhos, possamos ser perdoados e salvos, por toda a eternidade!