Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Árvores em terreno úmido: o arrependimento  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 1:3 - Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.

Olhando para a altura de uma construção, o engenheiro experiente deduz a profundidade dos alicerces. De igual maneira, o agricultor experiente deduz a saúde das raízes, só de olhar o tamanho dos troncos e dos galhos. Foi neste contexto que o salmista escreveu o Salmo Primeiro: “O homem feliz... é qual árvore plantada junto às correntes das águas, que em tempo próprio dá o seu fruto e cuja folha não cai” (Salmo 1:1,3).

Assim é a vida cristã. Ninguém produz “frutos dignos de arrependimento” (II Coríntios 7:8), se não tiver experimentado o arrependimento bíblico. Remorso não é postura de quem se arrependeu: á apenas um sentimento deprimente, característico da frustração. A árvore do arrependimento somente cresce no coração daquele que reconhece que pecou e que se abre completamente no altar da santidade divina.

Como deve ser a postura adequada para a vida do arrependimento? Primeiro: um reconhecimento de erro (Lucas 15:17). Segundo: a decisão de pedir o perdão daquele que foi machucado por nós (Lucas 15:18). Terceiro: assumir o compromisso de viver uma relação de responsabilidade e de respeito, quanto à pessoa machucada por nós (Lucas 15:19).