Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Os olhos da fé  |  Pr. Olavo Feijó

Hebreus 11:1 - ¶ Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.

O autor da Carta aos Hebreus deu-nos uma definição de fé: “A fé é a substância das coisas esperadas, a prova das coisas não vistas” (Hebreus 11:1). As coisas são esperadas, porque ainda não chegaram. Por que, então, são esperadas, mesmo não tendo chegado? Por causa da pessoa – ou entidade – que fez a promessa. As promessas registradas na Bíblia sempre apontam para as mudanças positivas ocorridas, dentro do contexto do Senhor que prometeu, ou dos discípulos do Senhor, cuja vida foi abençoada pela realização do prometido. Por isso, a Bíblia descreve “fé” como a “substância das coisas esperadas”.

Em seguida, o texto de Hebreus acrescenta: “a prova das coisas não vistas”. A fé tem movido pessoas e organizações, na direção de evidências que foram reunidas, no decorrer do tempo. Como disse o cego curado por Jesus: “eu era cego e, agora, vejo” – baseado em quê eu deveria duvidar?

A Bíblia diz que “sem fé é impossível agradar a Deus, poi9s é necessário que o que se chega a Deus creia que há Deus e que se mostra remunerador dos que O buscam” (Hebreus 11:6). O pecado cega as pessoas: a fé restabelece nossa visão espiritual.