Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Simão de Cirene e a cruz  |  Pr. Olavo Feijó

Lucas 23

As ordens que os soldados romanos receberam das autoridades foram a de preservar a resistência de Cristo, para garantir Sua ida até à cruz. As determinações eram claras: o Nazareno tinha que ainda estar vivo, para ser posto e levantado na cruz. Só que as chibatadas violentas dos soldados e a caminhada até o topo do monte Calvário, começaram a dar um aviso de que o condenado estava morrendo, antes mesmo da crucificação. A solução foi simples: prenderam um passante, que parecia forte, e o obrigaram a ajudar Jesus a sobreviver, até chegar à cruz: seu nome, diz o Evangelho, era Simão de Cirene.

O importante, historicamente e teologicamente, era Jesus morrer crucificado. Quem quer que o ajudasse, antes do sacrifício, não tinha nenhuma relevância espiritual.

Jesus não podia ter nenhum substituto, quanto à Sua morte. Por isso, antes do Seu último suspiro, assegurou-nos, declarando: “Tudo foi consumado”. Tudo... quer dizer TUDO. Amém... e amém!