Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Sou indigno!  |  Pr. Olavo Feijó

1 Coríntios 14:9 - Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar.

Na sua Primeira Carta aos Coríntios, Paulo descreve o que nos credencia como cristãos: “Pois eu sou o menor dos apóstolos e nem sequer mereço ser chamado apóstolo, porque persegui a igreja de Deus. Mas, pela graça de Deus, sou o que sou – e Sua graça para comigo não foi inútil: antes, trabalhei mais do que todos eles. Contudo, não fui eu, mas a graça de Deus dentro de mim” (I Coríntios 14:9-10).

Por qual razão Cristo me ama? Basicamente, porque sou uma pessoa que não tem merecimento! Se nós fôssemos justos e perfeitos, não teríamos necessidade de ser defendidos pelo Espírito Santo. Ao explicar a razão da Sua vinda ao nosso mundo, Jesus declarou: “Eu vim, para que vocês possam ter vida e que a recebam com qualidade e intensidade” (João 10:10).

Eu tive um amigo que era muito esquisito. Só que algumas das suas afirmações, até que tinham algum significado. Por exemplo: ele dizia que só dava razão a quem não tinha. “Por que” – perguntei um dia. “Porque aquele que tem razão não precisa de alguém para lhe dar...” O caso do Cristo é parecido. Por que Ele Se sacrificou por mim?^”Porque eu, como todas as pessoas, sou condenado, sem direito próprio”. Jesus Cristo, porque tem poder divino, é credenciado para me defender e para me absolver. Cristo me ama porque, do jeito que eu sou, somente um ser divino me aguenta e me regenera!