Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
O fruto do penoso trabalho  |  Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha)

Isaías 53:10 - ¶ Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão.

No retrato messiânico de Isaías 53, uma afirmação me chamou muito a atenção. O profeta diz que Cristo foi cortado da terra dos viventes, sendo que da sua linhagem (descendência) ninguém se preocupou (vv.8). A forma abrupta pela qual Ele foi morto, ainda novo, o impediu, pela perspectiva humana, de ter uma descendência (embora saibamos que isso não era plano de Deus, mas o profeta observou). O interessante é que o mesmo profeta diz poucos versos depois que o Messias veria a sua posteridade e a vontade do Senhor prosperaria em suas mãos (vv.10). A posteridade se refere aos descendentes de alguém. Embora a morte o tenha privado de uma descendência física, a ressurreição lhe deu descendentes espirituais de toda raça, tribo, língua e nação. Pela graça que Ele nos trouxe, fomos feitos filhos de Deus, herdeiros do Pai e coerdeiros com Cristo. Do penoso trabalho, saiu vida com abundância.

Na vida, momentos ruins podem chegar abruptamente. Mas estar ladeados com aquele que sofreu a morte em nosso favor nos dará graça e poder para superar qualquer circunstância.