Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Um ministério de poder  |  Pr. Sérgio Fernandes (insta @manadamanha)

1 Coríntios 2:4 - A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;

O que garante a efetividade de nosso ministério no Reino de Deus? Por que vemos hoje tantas igrejas cheias, mas com pessoas vazias? Por que somos a geração que tem mais recursos e conhecimento do que a Bíblia afirma, mas somos ao mesmo tempo a que menos vive segundo o propósito de Deus expresso na Escritura? Paulo pode nos responder ao falar sobre o seu ministério: “A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria, mas em demonstrações do Espírito e de poder” (1 Co 2.4).

A pregação de Paulo era a exposição da crucificação de Jesus e sua ressurreição, conforme encontramos na Escritura (vv.2). Era demonstração do Espírito, porque ele pregava as palavras que o Espírito revelou e que hoje temos acesso pelo texto da Bíblia Sagrada. Era uma demonstração de poder, porque essa mensagem simples e antiga converteu o coração dos coríntios a Deus (At 18.8). Somos uma geração que tem tentado reinventar a roda para encher casas de oração. Mas quando observamos de fato o que se ensina e o que se vive nesses espaços, há uma ausência gritante do evangelho e de uma vida verdadeira com Deus. A única coisa que pode mudar o coração do homem e convertê-lo, em verdade, é a pregação do evangelho simples e puro no poder do Espírito.

Se quisermos ser efetivos “de verdade” e glorificarmos a Deus com nossas vidas e trabalho no Reino, precisamos trocar a pompa do glamour gospel pela simplicidade do evangelho pregado na unção do Espírito. Menos gritos, menos show e mais lágrimas de arrependimento e de sede de Deus. Precisamos de um evangelho que nos rasgue por completos e não que valide nossos maus procedimentos. É tempo de voltar!