Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
A dispensa dos medrosos  |  Pr. Olavo Feijó

Juízes 7:7 - E disse o SENHOR a Gideão: Com estes trezentos homens que lamberam as águas vos livrarei, e darei os midianitas na tua mão; portanto, todos os demais se retirem, cada um ao seu lugar.

Jeová deu vitória a Gideão, contra os inimigos que moravam em Midiã. Para provar Seu poder, o Senhor mandou Gideão: com estes trezentos homens que lamberam a água vos salvarei e entregarei os midianitas nas tuas mãos. Quanto a todo o povo, vá cada um ao seu lugar” (Juízes 7:7).

A explicação do Senhor a Gideão foi bem clara: Ele achava essencial o tipo de motivação, por trás da conduta dos que relacionam com Ele. Isto é verdade hoje, como nos tempos de Gideão, bem como em todos os tempos.

Nossa pergunta, então, deve ser aquela que a Bíblia nos ensina: “Por que?”. Por que dizemos que seguimos a Cristo? Por que usamos o mesmo tipo de linguagem ou de conduta? João, na sua Primeira Carta, deixa a coisa muito clara. “Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus. Todo aquele que ama é de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor” (I João 4:7). Se somos “medrosos” ou se o amor não é nossa motivação, não seremos instrumentos do Senhor.