Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Pedindo sinal de Deus  |  Pr. Olavo Feijó

Juízes 6:38 - E assim sucedeu; porque no outro dia se levantou de madrugada, e apertou o velo; e do orvalho que espremeu do velo, encheu uma taça de água.

É ensino bíblico pedir a Deus sinais específicos, antes de uma tomada de decisão? Se fizermos esta pergunta a Gideão, ele dirá que pedir um sinal é uma postura legítima, no nosso relacionamento íntimo com Deus.

Gideão é um dos personagens mais famosos, na galeria do livro dos Juízes. No sexto capítulo, verso doze, do famoso livro dos grandes líderes israelitas, o Senhor convoca um jovem judeu, filho de família humilde, fazendo-lhe uma inesperada declaração: “O Senhor é contigo, varão valoroso”. Gideão era, de fato, um homem de valor – por isso, respondeu com muita seriedade ao incompreensível convite do seu Deus. “Disse Gideão a Deus: Se hás de livrar a Israel por minha mão, como tens dito, eis que eu porei um velo de lã na eira. Se o orvalho estive somente no velo e secura por toda a terra, então saberei que Tu livrarás a Israel por minha mão, como tens dito...” (Juízes 6:36-39).

A narrativa bíblica sobre Gideão permanece até hoje, como um poderoso exemplo do modo respeitoso como o poderoso Senhor nos usa, no Seu processo de fazer a Sua vontade. Como o Senhor não se brinca – assim como nosso Deus não brinca conosco, no cumprimento do Seu propósito. Por isso, parece biblicamente natural, pedir ao Senhor que Ele, por amor à nossas limitações, “troque em miúdos” as ordens que Ele quer que obedeçamos. Ele responde.