Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Os espíritos em prisão  |  Pr. Olavo Feijó

1 Pedro 3:19 - ¶ Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, o batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo;

Há cristãos que não se conformam com o fato de não entenderem todas as revelações escritas na Bíblia. Por isso, dedicam a maior parte dos seus esforços tentando adivinhar aquilo que as Escrituras não nos revelam. Tomemos o texto da Primeira Carta de Pedro: ele declara que Cristo ”foi e pregou aos espíritos em prisão” (I Pedro 3:19).

Há várias tentativas de elucidar a afirmação de Pedro. Alguns intérpretes dizem que os “espíritos em prisão” foram os contemporâneos de Noé, que não aceitaram a pregação do patriarca. Outros teólogos acreditam que o termo “em prisão” se refere ao inferno, onde se encontram aqueles que rejeitam a mensagem do Cristo (inclusive os anjos decaídos).

Todavia, quando mudamos o foco que se limita a enfatizar os “espíritos em prisão”, descobrimos no texto uma outra ênfase: o poderoso ministério Salvador de Jesus Cristo. Os espíritos, nossos contemporâneos, que não aprenderam a ter fé em Cristo, vivem na prisão do mal. Nossa missão, como servos do Cristo, é penetrar as prisões dos espíritos, dando testemunho da libertação que recebemos do Senhor.