Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Trezentos não é pouco?  |  Pr. Olavo Feijó

Juízes 7:7 - E disse o SENHOR a Gideão: Com estes trezentos homens que lamberam as águas vos livrarei, e darei os midianitas na tua mão; portanto, todos os demais se retirem, cada um ao seu lugar.

Antes de se apossarem completamente da terra que Jeová prometera a eles, os israelitas foram obrigados a lutar pela sua posse. Eles foram comandados no decorrer das lutas de conquista, por líderes convocados por Jeová que nós conhecemos por causa das revelações do Livro dos Juízes.

Um dos grandes nomes, na lista dos juízes, foi Gideão. Apesar de ser um dos menores membros de sua tribo, foi convocado por Jeová e decidiu obedecer as ordens do Senhor. A orientação divina, porém, não tinha lógica humana: Jeová despediu mais de trinta mil israelitas, deixando Gideão coma apenas trezentos guerreiros. Jeová explicou: a vitória virá com apenas trezentos homens, para que o Meu poder fique bem claro para vocês.

Como discípulos do Senhor, temos mais midianitas contra nós, do que servos de Deus a favor. O Senhor não quer que confiemos no poderio humano: “Não pela força, nem pela violência, mas pelo Meu Espírito, diz o Senhor” (Zacarias 4:6). Como em Gideão, nossa força vem do Senhor Jeová. Nem trinta mil, nem trezentos. O poder do Senhor é inteiramente suficiente, para obter as vitórias do Cristo em nossa vida.