Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Não acrescentar, nem retirar  |  Pr. Olavo Feijó

Apocalipse 22:18 - Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro;

O conteúdo espiritual da Bíblia é o resultado da sua autoria divina. Desde Moisés, até João, todos os autores bíblicos reconhecem a intervenção divina no texto que produziram. Escrevendo a Timóteo, Paulo enfatiza: “Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver” (II Timóteo 3:16).

Inspirado pelo Senhor, para escrever o último livro da Revelação bíblica, João achou por bem nos alertar: “Eu, jaó, aviso solenemente aos que ouvem as palavras proféticas deste livro: se alguma pessoa acrescentar a elas alguma coisa, Deus acrescentará ao castigo dela as pragas descritas neste livro. E, se alguma pessoa tirar alguma coisa das palavras proféticas deste livro, Deus tirará dela as bênçãos descritas neste livro...” (Apocalipse 22:18-19).

Cristo não nos pede nossa interpretação pessoa da Bíblia. O que Ele quer é que aceitemos conscientemente a revelação inspirada por Ele, através do contexto bíblico. Por isso, é necessário conhecer o contexto bíblico. Saber recitar de cor alguns salmos muito bonitos não será suficiente para nos ensinar a profundidade da Revelação. Viver o cristianismo é buscar, regularmente, o texto completo da Bíblia. É nele que descobrimos “o caminho, a verdade e a vida” (João 14:6).