Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
A muralha de Jericó  |  Pr. Olavo Feijó

Josué 6:20 - Gritou, pois, o povo, tocando os sacerdotes as buzinas; e sucedeu que, ouvindo o povo o sonido da buzina, gritou o povo com grande brado; e o muro caiu abaixo, e o povo subiu à cidade, cada um em frente de si, e tomaram a cidade.

A história mostra que muralhas, quando são destruídas, sofrem impacto de fora para dentro. A grande exceção é o muro de Jericó, que foi derrubado de dentro para fora. O livro de Josué nos explica o acontecimento. “Então, os sacerdotes tocaram as cornetas. Logo que o povo ouviu este som, gritou com toda a força e a muralha caiu” (Josué 6:20). Este evento completamente inusitado nos é descrito pelas escavações da arqueologia bíblica.

A destruição esquisita da muralha de Jericó mandou uma mensagem de medo para os povos da região. O impacto desta guerra psicológica foi planejado pelo Senhor Jeová. Ao mesmo tempo que fez tremer os inimigos, deu uma enorme injeção de ânimo para os inexperientes israelitas.

Quase todos os discípulos de Cristo passam por problemas iguais. Há certas ordens de Deus que nós, baseados nos conhecimentos humanos, classificamos como absurdas. E, por isso, desrespeitamos as instruções claras, dadas pelo Senhor. O exemplo de Jericó não deve ser menosprezado pelos discípulos do Cristo. Quando é o Senhor Quem nos ordena e dirige, cornetas conseguem resultados melhores do que as melhores catapultas existentes.