Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
O amor é paciente e bondoso  |  Pr. Olavo Feijó

1 Coríntios 13:4 - ¶ O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

Há duas coisas que o amor tem a capacidade de produzir: a paciência e a bondade. Isto é o que Paulo nos revelou, quando escreveu aos Coríntios: “Quem ama é paciente e bondoso” (I Coríntios 13:4).

Paciência é a capacidade de descobrir e de obedecer o ritmo adequado das coisas e dos processos. A falta de paciência pode precipitar e arruinar o tempo de ser e de fazer. Por isso, diz a Bíblia que existe o tempo certo de todas as coisas, como “o tempo de abraçar e o tempo de não abraçar” (Eclesiastes 3:1). Porque o amor produz a paciência, o amor nos ensina o tempo certo de sentir e de agir.

O amor é, também, a matéria prima da bondade. Não existe bondade que não tenha relacionamento com o amor. Paulo escreveu que “quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada – mas se alegra quando alguém faz o que é certo” (I Coríntios 13;6). Quando há paciência e bondade, a vida social flui com as boas qualidades do amor. Por isso, Paulo nos escreveu que a maior de todas as virtudes espirituais é o amor (I Coríntios 13:13).