Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Nossa maneira de morrer  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 27:54 - E o centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto, e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor, e disseram: Verdadeiramente este era Filho de Deus.

Alguns historiadores, que testemunharam o modo corajoso e digno como os cristãos morriam, atirados às feras no Coliseu Romano, comentaram: “Os cristãos, diante das feras, demonstravam tamanha convicção e coragem que, para cada crente que morria, dez romanos se convertiam a Jesus...” Cristãos convictos vivem como Jesus e morrem como Jesus. Além de ressuscitar como Jesus. Escreveu Mateus: “Quando o centurião e os que com ele vigiavam Jesus viram o terremoto e tudo o que havia acontecido, ficaram atemorizados e exclamaram – “verdadeiramente Este era o Filho de Deus” (Mateus 27:54).

Há maneiras e maneiras de morrer. Há aqueles que morrem, condenados por seus crimes. Há os que morrem, com medo da vida. E aqueles que morrem com dignidade, testemunhando do Cristo.

Nosso desafio é morrer para a glória de Cristo. Isto significa dizer viver à maneira de Jesus. Quando nossa vida diária constitui um testemunho do amor e da soberania do Cristo em nossa vida, morremos com dignidade espiritual, testemunhando do Cristo. Como nossa vida diária tem sido avaliada pelos não crentes? O mandamento de Jesus é que vivamos de tal maneira que as pessoas, que veem a qualidade das nossas obras, glorifiquem nosso Pai!