Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
As obras e a fé  |  Pr. Olavo Feijó

Tiago 2:18 - Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.

Fundamentar o valor espiritual da vida cristã a apenas uma declaração de fé ou a apenas uma lista de posturas práticas, nada mais é do que uma escolha reducionista. É como a cara e a coroa de uma moeda. O lado da “cara” apenas indica a autoridade da pessoa ou instituição que cunhou o dinheiro. Um governante respeitado ou temido não emite “moeda sem valor”. Já o lado “coroa” existe para denotar o valor financeiro e comercial da moeda. Moeda reconhecida como válida sempre se apresenta com as suas duas faces.

A posição de Tiago sobre o tema, quando escreveu sua Carta aos cristãos espalhados pelo mundo, foi a de fundamentar a necessidade de ambas as dimensões. “Alguém dirá: você tem fé e eu tenho obras. Mostre-me a sua fé sem obras e eu lhe mostrarei a minha fé pelas obras” (Tiago 2:18).

Como discípulos de Cristo, devemos viver uma carreira coerente. O Espírito Santo é o originador da nossa fé um Jesus, como o Cristo. E, ao mesmo tempo, é Ele quem trabalha em nossa alma a postura de que conhecemos uma árvore pelo tipo de frutos que produz: o ramo que se alimenta regularmente da seiva do tronco central (que é o Cristo) dá muito fruto. E o produz com qualidade superior. As boas obras são o resultado de uma “boa” fé no Senhor Jesus Cristo.