Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
“A morte foi destruída”  |  Pr. Olavo Feijó

1 Coríntios 15:57 - Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo.

A morte é o grande pavor, perseguindo aqueles que não optaram pela vida em Cristo. Através da história, multiplicaram-se os truques usados pelos humanos, para maquiar a morte. Quando Jesus entrou no tempo, trouxe consigo a própria essência da vida. E, para confirmar Seu poder divino, fez questão de experimentar a morte a fim de, ressuscitado, comprovar Seu poder eterno. Por isso, através de séculos, o amor a Cristo destruiu o pavor da morte: “Mas graças a Deus, que nos dá a vitória, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (I Coríntios 15:57).

Nosso grande monumento de vitória é a realidade histórica do túmulo de Jesus. Seu impacto foi tão grande, que nem seus discípulos entenderam. As mulheres que, por respeito a Jesus, foram levar perfumes e outros produtos, para embalsamar o corpo do Mestre, quase desfaleceram, diante do túmulo vazio e da reprimenda dos anjos, que faziam sentinela, dentro de um túmulo vazio. “Por que vocês estão procurando entre os mortos Aquele que vive?” (Lucas 24:5).

A morte foi, em Cristo, destruída. Sem Cristo, o que nos espera é o fim definitivo da vida. Com Cristo, o impacto poderoso do Seu amor, capaz de dissipar nosso medo, reconstrói nossa coragem de viver. E isso não deve ser atribuído à mera credulidade ignorante: vinte um séculos após a Sua ressurreição, a humanidade continua constatando a morte da morte, entre aqueles que aceitaram o desafio da vida com Cristo! A morte pode, e deve, ser aniquilada!