Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Ajuda minha incredulidade  |  Pr. Olavo Feijó

Marcos 9:24 - E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! ajuda a minha incredulidade.

O pai de um menino endemoniado pediu a Jesus a cura de seu filho. Para testar a qualidade da sua fé, o Senhor lhe perguntou se ele de fato acreditava no que estava clamando: “Em seguida, o pai do menino, suplicando com lágrimas, disse – Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade” (Marcos 9:24).

Não se pode aumentar – ou diminuir – aquilo que não existe. Quando nos satisfazemos com nossa vidinha sem nenhuma preocupação espiritual, não nos ocupamos com crescimento. O pai do menino enfermo estava envolvido intensamente com a saúde do próprio filho. Não parou, diante dos insucessos enfrentados antes e, quando encontrou Jesus, abriu seu coração, revelando o quanto esperava do Nazareno. A pergunta de Jesus deve mexer com todos nós: quanto é que cremos no Senhor?

Fé é uma realidade dinâmica. Jesus a comparou com a semente da mostarda: ela é diminuta, mas se for bem nutrida, crescerá e formará uma árvore. Nossa “incredulidade” é o começo da nossa “credulidade”. Cristo quer que alimentemos nossa fé, aumentando nossa dependência Dele. “Ajuda, Senhor, nossa incredulidade!”.