Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Renovação de aliança  |  Pr. Olavo Feijó

Jeremias 31:31 - Eis que dias vêm, diz o SENHOR, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá.

O Senhor quer que sejamos responsáveis, nos relacionamentos e alianças que fazemos com Ele. No decorrer de toda a Bíblia, aprendemos que a postura do Senhor é pedagógica, nos acordos que estabelece conosco. Seu objetivo é nos ensinar a Sua vontade e nos habilitar a viver uma espiritualidade saudável. Daí Suas promessas de nos restaurar quando não cumprimos nossos acordos com Ele: “Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que farei um concerto novo com a casa de Israel e com a casa de Judá” (Jeremias 31:31).

Satanás, desde o Éden, vem se dedicando a descaracterizar os pactos que Deus faz conosco. Como pai da mentira, ele vem fazendo todo o possível, para que encaremos o Senhor como um Deus injusto. Por isso, quando acontecem conosco experiências desagradáveis e sofridas, o Diabo insiste conosco no seu ensino de que a misericórdia do Senhor é limitada e Seu poder insuficiente.

É nestas horas que precisamos tomar consciência das revelações bíblicas do Senhor. A teologia que ensina um Deus impaciente e rancoroso não tem base na Bíblia. Na parábola do “filho pródigo”, o jovem que se afastou do Pai não perdeu a capacidade de “cair em si”. Ele decidiu voltar para casa porque não pôde esquecer do Pai amoroso, que sempre lhe deu apoio. Continuamos propensos a pecar. O ensino bíblico, neste caso, nos ensina a reconhecer nossa falta, abrir o coração e clamar por perdão. Com esta atitude, nós nos beneficiamos da postura divina de renovar Sua aliança conosco. E continuar uma vida de comunhão com o Senhor.