Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
A Palavra nunca volta vazia  |  Pr. Olavo Feijó

Isaías 55:11 - Assim será a minha palavra, que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.

Revelando-se através do profeta Isaías, o Senhor deixa muito claro que o cumprimento de Suas promessas depende, essencialmente, do Seu próprio poder. “Assim também ocorre com a palavra que sai da Minha boca: ela não voltará para Mim vazia, mas fará o que Eu desejo e atingirá o propósito para o qual Eu a enviei” (Isaías 55:11).

O Senhor é onipotente. Não existe nada que O limite, no mundo criado por Ele. Vemos isto na narrativa bíblica, na qual o Senhor nunca deixou de cumprir a Sua parte, nas alianças que fez com os humanos. O que aconteceu, algumas vezes, foi o descumprimento humano do seu acordo com Deus. Quando, por exemplo, obedecemos aos poderes do mundo, apesar de sabermos que, mais cedo ou mais tarde, os inimigos do Senhor são eliminados.

Viver pela fé é agir disciplinadamente, de acordo com a orientação espiritual que a Bíblia claramente nos revela. O Senhor nunca nos disse que viver em comunhão com Ele signifique uma existência simples e fácil. Por esta razão, Ele nos garante o poder do Espírito de Cristo. “Sem Mim, nada podeis fazer”, Ele afirmou (João 15:5). Nos contratos que o Senhor faz conosco duas coisas sempre ficam bem claras: 1. Procurar viver amando o Senhor atrai sobre nós a ira do mundo; 2. A ira do mundo, finalmente, sempre será eliminada pelo poder do amor de Cristo em nós. A Palavra nunca volta vazia.