Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
E eu, o que eu faço?  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 37:5 - Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.

A interpretação literal de trechos bíblicos nem sempre concorda com o grande contexto do ensino das Escrituras. É o que pode acontecer com a frase isolada de Davi: “Entrega o teu caminho ao Senhor. Confia Nele e Ele tudo fará” (Salmo 37:5). A interpretação apressada e antibíblica da declaração do salmista tem levado muita gente a acreditar que, em nossa vida, o responsável em realizar cada detalhe da existência é, unicamente, o Senhor. O papel do cristão, nesta interpretação, restringe-se a descrever nossos problemas ao Senhor, deitar numa rede e não mover uma palha: enquanto a gente nada faz, tudo começa a acontecer certinho, concretizando nossos desejos mais pessoais e nossas conveniências...

Para desfazer tal desfiguração do ensino bíblico sobre a providência poderosa de Deus, impõe-se meditar, com a necessária atenção, sobre uma afirmação maior, que se repete em uma série de expressões verbais: “não se aborreça” (verso 1); “confie no Senhor” (v.3); “deleite-se no Senhor” (v.4); “entregue o seu caminho ao Senhor” (v. 5); “descanse no Senhor” e “aguarde por Ele” (v. 7).

O peso dos verbos propostos pela longa experiência de Davi, no trato com o Senhor, não tem erro. A realidade é pura e simples: entregar ao Senhor a administração de nossos problemas e de nossas necessidades mais íntimas vai resultar, a médio e longo prazo, numa atitude interior de segurança e destemor. Confiar em Cristo e entregar-lhe o senhorio de nossa vida não é o resultado de nossa fé. Pelo contrário, quando assumimos a postura da fé, vai ficando natural, em nossa vida, o experimentar o encaminhamento satisfatório de nossos sonhos e projetos. Mesmo que, no princípio, a coisa toda pareça contrária e a gente desconfie que Deus se esqueceu de nós...