Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Por que guardar no coração?  |  Pr. Olavo Feijó

Lucas 2:19 - Mas Maria guardava todas estas coisas, conferindo-as em seu coração.

Deve ter sido muito estranho viver aqueles acontecimentos sem lógica, que a jovem Maria experimentou. De repente, nas vésperas do seu casamento com José, veio uma aparição amedrontadora, que se apresentou como anjo do Senhor. E, como se isso não bastasse, o tal enviado de Deus profetizou: o filho dela seria o Salvador do mundo! Qual foi a reação daquela assustada jovem? “Maria, porém, guardava todas essas coisas e sobre elas refletia em seu coração” (Lucas 2:19).

O Senhor nos dotou de coração porque Ele nos criou para enfrentar problemas de natureza profunda. Se comer e beber resumissem as necessidades da vida, bastaria para nós ter um bom estômago – e, de vez em quando, algumas reuniões mais “cabeça”, só para discutir os possíveis significados espirituais da gastronomia...

Mas não, a revelação mais profunda do Senhor foi a de que nos deu um coração... E, nele, o Criador colocou os critérios espirituais para as “saídas da vida”. É no coração que estabelecemos nossos diálogos com o Senhor da vida. Por que guardar no coração? Porque, simbolicamente, é no íntimo de nossa alma que nos humilhamos, de joelhos, pedindo luz para o Criador da Luz. Nem sempre nossa existência faz sentido lógico. As mais transcendentes descobertas humanas, todavia, não aconteceram por causa de um Q.I. excepcional: como no caso da Teoria da Relatividade, a intuição derrotou a lógica vigente. Foi o coração...