Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Raabe, ancestral de Jesus!  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 1:5 - E Salmom gerou, de Raabe, a Boaz; e Boaz gerou de Rute a Obede; e Obede gerou a Jessé;

Genealogia era a certidão de nascimento do cidadão judeu. Ela funcionava como o documento de identidade. Por causa disso, judeu nenhum colocava o nome de um mau caráter na própria genealogia: nem nome de estrangeiro, nem nome de mulher ou de pessoa de maus antecedentes. Como explicar, então, na genealogia de Jesus, os nomes de Tamar, Raabe, Rute e Maria? Quatro mulheres, sendo que Rute foi uma estrangeira e Raabe foi uma conhecida meretriz... “Salmon foi pai de Boaz e a mãe de Boaz foi Raabe. Boaz foi pai de Obede e a mãe de Obede foi Rute” (Mateus 1:5).

Qual foi a intenção de Mateus, mormente quando se sabe que o Evangelho dele foi endereçado obviamente aos judeus? A razão, nos parece, tem a ver com a inspiração que o evangelho recebeu do Espírito Santo. Ao evitar fazer de Jesus um super judeu, propriedade apenas da cultura hebraica, o escritor bíblico lançou as raízes da universalidade do Cristo.

É este denominador comum espiritual que marca todos os escritos da visão universal de Jesus, o Cristo. E é por causa desta universalidade que nós outros, vinte e um séculos depois, pregamos o mesmo Jesus Cristo, nossas comunidades devem ser miscigenadas, imperfeitas, humildes. O que nos importa não é a genealogia de Jesus, mas o Jesus da genealogia... de todas as genealogias, incluindo a nossa.