Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Quando eu era criança...  |  Pr. Olavo Feijó

1 Coríntios 13:11 - Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

A figura do “novo nascimento” nos ensina que a vida cristã deve ser dinâmica, evoluindo para o alvo estabelecido pela Bíblia. Paulo resume o assunto, escrevendo: “Quando eu era criança, falava como criança, sentia como criança e pensava como criança.. agora que sou adulto, parei de agir como criança” (I Coríntios 13:11).

O problema da imaturidade espiritual é também enfocado pelo autor da Carta aos Hebreus: “Depois de tanto tempo, vocês já deviam ser mestres, mas ainda precisam de alguém que lhes ensinem as primeiras lições dos ensinamentos de Deus. Em vez de alimento sólido, vocês ainda precisam de leite. E quem precisa de leite ainda é criança...” (Hebreus 5:12-13).

Não é por acaso que Paulo coloca a questão do amadurecimento espiritual dentro do contexto do amor cristão. Porque, como todos os escritores do Novo Testamento, o apóstolo conheceu a ordem de Jesus: “Eu lhes dou este novo mandamento: amem uns aos outros. Assim como Eu os amei, amem também uns aos outros” (João 13:34). Permanecer criança é não crescer em amor. Por outro lado, “e acima de tudo, tenham amor, pois o amor une perfeitamente todas as coisas” (Colossenses 3:14).