Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
O Senhor, no vale da morte  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 23:4 - Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.

Vivemos em um mundo onde proliferam lugares cheios de ciladas, de maldade, de impurezas, de perigo. Quando temos que passar por eles, é bíblico orar, suplicando a Deus por salvamento? O salmista diz que sim: “Ainda que eu ande por um vale escuro como a morte, não terei medo de nada. Pois Tu, ó Senhor Deus, estás comigo; Tu me proteges e me diriges” (Salmo 23:4)

Existem teologias super puritanas, que atribuem exagerados poderes ao meio ambiente. Por isso, pregam que em um lugar de pecado nunca haverá chance de Deus ser encontrado, como se a imundície do mundo fosse mais forte do que a santidade de Deus. Aqueles que assim acreditam não levam a sério a revelação de Paulo: “Deus nos mostrou o quanto nos ama: Cristo morreu por nós quando ainda vivíamos no pecado” (Romanos 5:8).

A função do cristão é “ir por todo o mundo”, sem nenhuma segregação ou preconceito. Discípulos não devem ter prazer nas imoralidades do mundo. Mas devem viver no mundo, para exercer sua função de sal e luz. Viajantes nos vales da sombra da morte, nosso ministério é o de anunciar a vida em Cristo e por Cristo. Nadamos contra a corrente, porque nadamos por Deus. Por isso, Jesus Cristo orou por nós: “Não peço que os tires do mndo, mas que os livres do mal” (João 17:15).