Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Segundo Tua misericórdia  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 51:1 - ¶ [Salmo de Davi para o músico-mor, quando o profeta Natã veio a ele, depois dele ter possuído a Bate-Seba] Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.

O tamanho do pecado de Davi contra Bateseba foi tão grande, que unicamente o poder da misericórdia divina poderia neutralizar. Daí a oração do rei: “Tem piedade de mim, ó Deus, conforme a Tua misericórdia. No Teu grande amor, cancela o meu pecado” (Salmo 51:1).

O Inimigo sabe como enfraquecer nossa consciência, fazendo-a aceitar com naturalidade nossos pecados. Construímos todo tipo de desculpa, de modo até a justificar nossas maldades. No caso de Davi, foi preciso Deus mandar Natã, profeta corajoso, para sacudir a consciência do rei. O Senhor, por causa da Sua grande misericórdia, usa mensageiros do tamanho das maldades que nos desfiguram.

O Salmo 51 é o modelo bíblico perfeito, se é que queremos que Deus nos restaure. Nossa força de vontade ajuda, mas não é suficiente. Nossa oração de penitência tem que ser baseada no tamanho da misericórdia divina. Que, aliás, está sempre disponível, quando nos submetemos a ela. E, também, nossa oração deve reivindicar o poder transformador do “Teu grande amor”. Não vale a pena fugir de Deus. Quando em pecado, busquemos o refúgio e a proteção poderosa da Sua misericórdia.