Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
A morte da morte e as trevas  |  Pr. Olavo Feijó

Marcos 15:33 - ¶ E, chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra até a hora nona.

“Ao meio dia começou a escurecer e toda a terra ficou três horas na escuridão” (Marcos 15:33). Por que tamanha treva, em pleno dia? A Bíblia descreve este fenômeno como intimamente relacionado com a morte do Filho de Deus. A explicação veio três dias depois, quando o Crucificado ressuscitou, confirmando a morte da morte.

Somente o poder cósmico da luz divina tem a capacidade e aniquilar o poder das trevas. Toda a energia do mal foi convocada, para testemunhar a derrota do mal, simbolizado pela escuridão. Só que as trevas foram dissipadas, a luz tomou conta do mundo e o corpo de Jesus foi metamorfoseado em “corpo espiritual”. Este tipo de corpo que nos foi revelado por Paulo, quando nos garantiu que, após nossa ressurreição, passaremos a ter, pelo poder de Cristo.

Nós que ainda não experimentamos a primeira morte, um dia seremos chamados por Deus, para a vida eterna da ressurreição. Enquanto isso, convivemos com luz e trevas, com Cristo e Satanás. A Bíblia nos revelou o caminho de conviver com a Luz. Mesmo cercados por transgressores e infiéis, é necessário não ter medo da morte. A Luz eterna do Cristo nos libertou da escravidão da morte e das trevas. Disse Jesus: “Eu sou a luz do mundo. Aquele que me segue não andará em trevas. Mas terá a luz da vida” (João 8:12).