Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
O poder de reconhecer-se fraco  |  Pr. Olavo Feijó

2 Coríntios 12:10 - Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.

O Senhor vocacionou Paulo para um ministério imenso e difícil: pregar o Evangelho de Jesus para todos os povos não judeus. Como parte do preparo necessário para tão grande obra, o Senhor deu a Paulo revelações do “terceiro céu” e conflitos tipo “espinho na carne”. Pela explicação divina, Paulo entendeu a extensão da sua fragilidade humana e a necessidade de depender da força divina. “Eu me alegro também com as fraquezas, os insultos, os sofrimentos, as perseguições e as dificuldades pelas quais passo, por causa de Cristo. Porque, quando perco toda a minha força, então tenho a força de Cristo em mim” (II Coríntios 12:10).

Nossa estrutura espiritual é frágil demais para receber e transmitir a imensa energia do poder de Deus. Por isso, quando permitimos que a graça de Cristo tome conta de nós, recebemos do Senhor a capacidade de testemunhar Seu amor.

Assim como Paulo, João Batista entendeu o milagre de “estar em Cristo”: “É necessário que Ele cresça e eu diminua”. Este continua sendo o segredo de nossa vitória cristã neste mundo: reconhecer nossas fragilidades, entregá-las ao Senhor e permitir que o Espírito de Cristo tome conta de nós. Como escreveu Paulo: “Quando perco toda a minha força, então tenho a força de Cristo em mim”.