Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Coração alegre: bom remédio  |  Pr. Olavo Feijó

Provérbios 17:22 - ¶ O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos.

O capítulo 17 do livro de Provérbios foi escrito com frases curtas, mas contendo profundidade de sentido. Eis o que ele nos ensina, com referência à alegria: “O coração alegre é remédio eficiente, mas o espírito oprimido resseca os ossos” (Provérbios 17:22).

A alegria é consequência de um determinado estado de espírito. Escrevendo sua Segunda Carta aos Coríntios (7:4), Paulo fala das perseguições pelas quais passou. Como entretanto, a causa dos seus sofrimentos neste mundo foi seu amor a Cristo, o apóstolo declarou firmemente – “minha alegria transborda em todas as tribulações”. Isto não é masoquismo ou falta de bom senso. As experiências de nossa vida, consideradas em si mesmas, sem referência às suas causas e aos seu efeitos, nada significam. Quando, entretanto, somos levados por uma alta motivação, que nos enche de energia boa, o que quer que façamos adquire significado. E, consequentemente, nos causa alegria e bem-estar.

Ninguém vibra com a ideia de se tornar mártir. Estevão, pelo seu amor a Cristo, ficou “cheio da graça e do poder de Deus” (Atos 6:8). Ele não pregou Cristo com o objetivo de ser mártir. Mas sua comunhão com o amor de Cristo lhe deu forças para, antes de morrer apedrejado, orar pelo bem-estar dos seus perseguidores. Sem dúvida nenhuma, o coração alegre, pelo poder do Cristo, continua sendo para nós cristãos, o remédio mais poderoso, em meio às nossas provações.