Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Sem inveja dos ímpios  |  Pr. Olavo Feijó

Provérbios 24:1 - ¶ Não tenhas inveja dos homens malignos, nem desejes estar com eles.

O drama de Sansão foi o de invejar a beleza sensual das filhas dos filisteus: o comportamento delas, sem nenhum dos recatos da lei judaica, virou um vício carnal que escravizou o musculoso jovem hebreu. E que lhe causou a morte inglória no templo de Dagon. A biografia de Sansão teria sido sem nenhum furo, caso ele tivesse desenvolvido a maturidade espiritual recomendada pela Bíblia: “Não tenha inveja dos ímpios, nem deseje a companhia deles” (Provérbios 24:1).

Havia, antigamente, um dito popular muito falado: “A inveja matou Caim”. Quando alguém tentava corrigir o possível equívoco histórico, os mais sabidos comentavam: “Se Caim não tivesse invejado seu irmão Abel, o primeiro homicídio teria sido evitado”. Ao comparar Caim com Sansão, ambos compartilharam da mesma infelicidade: ambos foram vítimas da inveja. Porque invejar vai sempre se mãos dadas com a impiedade.

Qual é a receita bíblica, para combater a doença da inveja? Parece simples: como filho de Deus, em Cristo, o que quer que eu seja ou tenha, é de origem divina e merece a minha gratidão (I Coríntios 15:10). Paulo vai mais além: se eu acredito que algo vem de Deus, mesmo aquilo que pareça negativo merece uma reação construtiva e agradecida. O que quer que o Senhor me dê, certamente é e será o melhor para mim.