Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
O bom de fazer o bem  |  Pr. Olavo Feijó

Provérbios 11:17 - ¶ O homem bom cuida bem de si mesmo, mas o cruel prejudica o seu corpo.

Há certos provérbios que nos fazem perguntar se, na prática, Salomão funciona. Exemplo: “Quem faz o bem aos outros a si mesmo o faz. E o homem cruel causa o seu próprio mal” (Provérbios 11:17).

A ideia popular nos tem dito que existe uma pessoa que faz o mal e a outra pessoa, que se torna vítima. De acordo com esta mesma perspectiva, o malvado não tem nada a sofrer. Já que ele atingiu seu objetivo de provar sua superioridade, causar mal estar para os outros sempre fortalecerá seu ego.

Por que, então, a Bíblia diz que “o homem cruel causa o seu próprio mal”? Porque todo comportamento intenso, que causa satisfações intensas é acompanhado da produção de muita adrenalina. Logo, aquele que sente muita emoção, porque causa muito mal estar nos outros, no fim das contas se torna dependente do super estímulo das suas maldades. Certo, portanto, está o conselho do apóstolo Paulo: “Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal respondendo com o bem...” (Romanos 12:21). Dentre outras vantagens, além do benefício espiritual, deve ser registrado e valorizado o benefício endócrino da qualidade de vida.