Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Esperança, Tribulação, Oração  |  Pr. Olavo Feijó

Romanos 12:12 - Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;

No capítulo 12 da Carta aos Romanos, Paulo nos ensina como devemos conviver uns com os outros. Após vários conselhos, o apóstolo termina o capítulo escrevendo: “Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração” (Romanos 12:12).

Os três assuntos focalizados por Paulo cobrem três áreas muito sensíveis da vida cristã. Tomemos a “esperança”. Esperamos aquilo que ainda não temos. No caso dos discípulos, nossa espera é pelas promessas do Senhor. E por que o alegar-se na esperança? Porque, como diz o povo: “Deus tarda, mas não falha”... Quando nos alegramos, durante o longo período de espera, desenvolvemos a paciência. E é exatamente a paciência a atitude que nos ampara, quando passamos por tribulação. Ora, de acordo com Jesus, aquilo com que podemos contar, neste mundo, é a tribulação. Só que o Senhor, ao nos alertar quanto às nossas previsíveis tribulações, nos fortaleceu, dizendo “tende bom ânimo: eu venci o mundo!”.

Neste ponto, completamos o trio: além da esperança e da tribulação, Paulo nos ensina como ter bom ânimo – “perseverai na oração”. Por que perseverar? Porque vivemos uma vida tão corrida e tão trabalhosa, que quase não sobra tempo para conversar com Deus. Perseverar é uma espécie de teimosia. Teimoso é aquele que não gosta de desistir. Como discípulos de Cristo, devemos ser teimosos na postura de orar, de ter comunhão com o Senhor. Sigamos o conselho do apóstolo. Deu certo na vida dele. Sempre dará certo em nossa vida.