Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Crer Em Nós Mesmos Ou Em Cristo?  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 27:42 - Salvou os outros, e a si mesmo não pode salvar-se. Se é o Rei de Israel, desça agora da cruz, e crê-lo-emos.

Para os inimigos de Jesus, o fato de Ele estar morrendo em uma cruz confirmava ausência de autoridade espiritual. Eis o que eles declaram: “Ele salvou os outros, mas não pode salvar a Si mesmo! Ele é o Rei de Israel, não é? Se descer agora mesmo da cruz, nós creremos nele!” (Mateus 27:42).

Deus, por definição, tem que ser uma entidade acima de qualquer lógica ou compreensão. A teologia, ainda que se defina como o estudo do divino, não passa de ser um estudo daquilo que a lógica humana entende como a divindade. Em outras palavras, por mais profunda que seja uma estrutura teológica, ela nunca conseguirá reduzir o Deus infinito às dimensões dos raciocínios humanos. A zombaria dos sacerdotes e doutores da Lei é um exemplo típico: pela lógica da teologia deles, a morte de Jesus foi a “prova” de que Ele não era o Messias. Por isso, não creram Nele.

A “lógica” bíblica é completamente diferente. De início, o Senhor se apresenta a Moisés como o “Eu sou”. Milênios depois, o apóstolo João completou: “Deus é amor”. Exatamente porque Deus é amor, Jesus veio ao mundo. Também por ser amor, Jesus se ofereceu para morrer por nós. Caso Jesus tivesse recusado morrer na cruz não teria acontecido, três dias depois, a ressurreição. A ressurreição, foi a vitória do AMOR. Final da história: o que é crer em Cristo? É aceitar Seu amor. Crer em Cristo é aceitar, por amor, nossa morte por Ele e, consequentemente, nossa ressurreição com Ele.