Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
O Amor Não Suspeita  |  Pr. Olavo Feijó

1 Coríntios 13:5 - Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

Pela descrição feita por Paulo, a postura do amor aparece como uma das mais sofisticadas cosmovisões. Dentre outras coisas, o apóstolo diz que o amor “não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal...” (I Coríntios 13:5).

Suspeitar indica uma atitude provisória, com a tendência de temer pelo pior, pela desconfiança. Quando a confiança mútua prevalece, o ambiente de suspeita não prospera. Quando o relacionamento se encontra alicerçado no amor, o que quer que aconteça é percebido através da lente da confiança e da boa vontade.

Quando a Bíblia define “amor”, ela o faz, sem sombras de dúvidas, como sendo a característica de Deus. Sem o uso de nenhum adjetivo, o apóstolo João declara: “Deus é amor” (I João 4:8). Ao esclarecer o tipo de comportamento da pessoa que ama, João esclarece que no amor não existe lugar para o medo. Se assim é, quem ama não suspeita, porque quem ama não tem medo das intenções do ser amado. Porque não vê razões para suspeitar, o amor é reconfortante e saudável.