Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Jesus Multiplica O Que Lhe Damos  |  Pr. Olavo Feijó

João 6:11 - E Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam.

Um jovem rapaz que achou importante ir “do outro lado do mar da Galiléia”, para ouvir o famoso Mestre, notou o mal estar dos discípulos, quando Jesus os mandou alimentar uma enorme multidão. Seguindo um impulso, chegou a André e, com toda a simplicidade, ofereceu seu pequeno lanche: cinco pães e dois peixes. André, por sua vez, entregou o lanchinho a Jesus. Foi, então, que se deu o milagre: “Então Jesus tomou os pães, deu graças e os repartiu entre os que estavam assentados, tanto quanto queriam – e fez o mesmo com os peixes” (João 6:11).

Diante de cinco mil homens, além de mulheres e crianças de que valeriam dois peixes e cinco pães de cevada? Será que um certo sentimento de ridículo não passou pela cabeça daquele precavido jovem?

Está bem: aquele lanchinho resolveria, por algum tempo, o apetite do desconhecido rapaz. Mas como sensatamente raciocinou o apóstolo: “o que é isto, para tanta gente?”. André raciocinou bem. Mas o que dizer do nosso rapaz que ousou dar seu próprio farnel? Falta de experiência? Uma coisa nos parece certa, pela leitura do evento. Jesus nem discutiu a ínfima ajuda que lhe foi feita. Simplesmente aceitou, abençoou e multiplicou... perdemos muito tempo, quando avaliamos a pequena ajuda que humildemente – mas alegremente – damos para o Mestre. Ele sempre recebe. Sempre abençoa. Sempre multiplica.