Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Pai Não Dá Pedra, Mas Pão  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 7:9 - E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?

Para facilitar o entendimento humano sobre a incompreensível providência de Deus para com Seus filhos, Jesus deu a seguinte ilustração: “e qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra?” (Mateus 7:9).

A fim de nos dar uma ideia mais de acordo com a cultura humana sobre a providência bondosa de Deus, Jesus O comparou a um “pai”. Ele nos ensinou a chamar o Senhor de “Pai nosso” – coisa que nenhum de nós poderia imaginar. E foi no Sermão do Monte que o Mestre ilustrou bem a providência absoluta do Senhor: se um filho pede pão, pai nenhum lhe dá pedra.

Mais adiante, nas Escrituras, a importância do “pai” e do “Pai” é aprofundada. Dar amor, diz a Bíblia, significa dar, também, disciplina: Deus disciplina o filho a quem ama (Apocalipse 3:19). De modo que, parafraseando Jesus, podemos afirmar: quando um filho e uma filha pedem amor, se seu pai e sua mãe também não derem disciplina, estarão dando “uma pedra”. Assim como “pedra não alimenta, amor sem disciplina nunca alimenta a personalidade. Este é o lembrete de Jesus: não demos aos filhos as pedras da indiferença, mas o pão disciplinado do amor cristão.