Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Ser Ou Não Ser Criança?  |  Pr. Olavo Feijó

Jeremias 1:7 - Mas o SENHOR me disse: Não digas: Eu sou um menino; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar, falarás.

Quando o Senhor convocou Jeremias para ser Seu profeta no reino de Judá, a reação do filho de Hilquias foi um quase pânico. Para dar à sua negação um ar de dignidade, Jeremias até que apresentou um argumento razoável: eu não sirvo para ser profeta, Senhor, porque além de não saber falar, sou uma simples criança. O argumento não pegou: “Mas o Senhor me disse – Não digas ‘eu sou uma criança’, porque aonde quer que Eu te enviar, irás. E tudo quanto Eu te mandar, dirás” (Jeremias 1:7).

Muitos séculos depois, Jesus tocou de novo no tema de “ser criança”: “Em verdade vos digo que qualquer que não receber o Reino de Deus como criança de maneira nenhuma entrará nele” (Marcos 10:15). Aí, após ler a negativa em Jeremias 1 e a recomendação em Marcos 10, alguém poderá perguntar: afinal de contas, devemos ser ou não ser criança?

O problema da idade, em última análise, não é um problema. A questão central dos dois episódios tem a ver com a essencialidade de dependermos do controle de Espírito do Senhor. O que a Bíblia está anos ensinar é: Jeremias, ao se submeter ao senhorio de Deus, cumpriu os objetivos do Reino de Deus. Nós outros, se recebermos a vocação de Jesus, com a simplicidade e a confiança de crianças, recebemos do mesmo Espírito a capacitação de trabalhar no estabelecimento do Reino de Deus. Não temos, então, dois problemas diferentes. O problema é um só: sem a dependência do Espírito de Cristo, criança ou não criança, é o Espírito de Cristo quem opera através de nós.