Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Verdade Versus Mentira  |  Pr. Olavo Feijó

Gênesis 12:13 - Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti.

A carta aos Hebreus apresenta Abraão como um dos heróis da fé. Ele, de fato, viveu sua fé em Jeová. Houve um detalhe em sua vida, porém, que não foi nada digno de elogios. Tendo emigrado ao Egito, Abrão deu ordem à sua esposa: “Diga que é minha irmã, para que me tratem bem, por amor a você e minha vida seja poupada em consideração a você” (Gênesis 12:13).

A pergunta natural de quem lê a história do patriarca é esta: por que a Bíblia não escondeu o grande furo de Abraão? Uma resposta razoável seria – o Livro Sagrado não foi escrito para a adulação de ser humano nenhum. Por isso, nós nos identificamos com os personagens da história do Reino de Deus na terra: seja antes, ou depois de Cristo.

Tal como Abraão, fomos ensinados pelo Espírito do Senhor que a realidade se baseia na verdade. Também fomos ensinados que a Verdade só pode subsistir no Cristo, que veio ao nosso mundo para restaurar nossa vida (João 14:6). Todavia, o pai da mentira, que recebeu de Deus o direito de testar a nossa fé, sempre tenta nos desviar. A propaganda enganosa de Satanás é simples. Ela procura nos convencer de que a verdade precisa da mentira. Jesus desmascara o inimigo e coloca o problema nas dimensões adequadas. O Senhor, ao afirmar ser a própria Verdade, nos ensina que Ele é quem nos protege, quando os inimigos da verdade se voltam contra nós! A verdade não precisa da nossa defesa. A única coisa que Ela nos pede é que nos submetamos a Ela. E que o façamos com fé e com amor.