Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Deus, O Autor Das Chuvas  |  Pr. Olavo Feijó

Joel 2:23 - E vós, filhos de Sião, regozijai-vos e alegrai-vos no SENHOR vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva temporã; fará descer a chuva no primeiro mês, a temporã e a serôdia.

Após ensinar ao povo o poder do arrependimento e da confissão, o Senhor afirma Seu plano soberano para proteger aqueles que Nele confiam. “Alegrai-vos, pois, filhos de Sião, regozijai-vos no Senhor vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva – fará cair, como outrora, as chuvas de outono e as da primavera” (Joel 2:23).

É de essencial importância enfatizar que, no registro de Joel, o Deus que deplora a negligência espiritual dos Seus filhos é o mesmo Senhor que possibilita restauração e bondades. Que bênção maior do que abundância de chuvas poderá receber um habitante do deserto? E receber de quem? Diferentemente do verbo na língua portuguesa, o verbo da língua hebraica possui uma modalidade de conjugação chamada “causativa”. Por exemplo: em lugar de dizer “está chovendo” o israelita diz “Ele faz chover”. Em outras palavras, os fenômenos da natureza não são descritos como não tendo sujeito determinado. Por isso, escreveu Joel: “Ele vos dará em justa medida a chuva”.

Apesar de nossa gramática não ter os graus do verbo da língua hebraica, o conteúdo da mensagem profética não permite dúvidas: Deus é o Senhor que determina a existência e o acontecer de todos os fatos e fenômenos do nosso mundo. Na medida em que nos penetramos desta teologia bíblica e vivemos a realidade de que nosso Deus é absolutamente soberano sobre todas as pessoas e coisas, nesta medida permitimos tranquilidade ao coração. Não somente Deus é o Autor das chuvas – Ele é o Autor e o consumador de todas as coisas, grandes ou pequenas, de nossa vida!